quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Será que eles vão encarar?

Os fatos recentes envolvendo a saúde do presidente Lula e as reações de parte dos que o odeiam e gostariam de vê-lo morto me fizeram lembrar a famosa Curva de Gauss. Tinha um tio que costumava dizer que a sociedade e sua "opinião pública", obedeciam rigorosamente à curva da previsibilidade. Haveria sempre aqueles 5% radicalmente contra, os 5% radicalmente à favor e os que ele chamava de Normais.

Portanto, a parte da elite que torce pela morte do ex-presidente nada mais é do que 5%, que são e serão sempre os mesmos (figura 1). No extremo oposto estão os outros 5% que estariam dispostos a caçá-los até a morte. Sendo assim, os radicais, tanto de esquerda, quanto de direita, se complementam e se anulam. Sobram os 90% que são quem de fato decidem as coisas.

Mais uma curiosidade sobre a tal Curva de Gauss e a aprovação de Lula é que a duas porções centrais do "sino" somadas representam pouco mais do que 68%. Se adicionarmos todas as porções à esquerda, por exemplo, teremos uma área equivalente a 84%, numero bem parecido com a opinião positiva que os entrevistados tem do nosso ex-presidente. Os outros 16% são a soma dos que o odeiam, detestam, não gostam muito e gostam só um pouquinho.

Tudo isso para dizer que não vale a pena se preocupar com a turma dos 5%. Eles são irrelevantes nesse processo onde, ainda que Lula não seja unanimidade (graças a Deus!), ele tem 180,5 milhões de brasileiros que torcem a favor e apenas 9,5 milhões contra? Será que eles vão encarar?

Post original: DoLaDoDeLá,
Será que eles vão encarar?

Um comentário:

  1. tem uma turma grande ai (de 99%) que ta procupada com uma bem pequena (de 1%).

    ResponderExcluir